16 de nov de 2015

rastros do ingovernável


A arte tornou-se pós-autônoma em um mundo que não sabe o que fazer com a insignificância ou com a discordância de relatos. Estamos longe dos tempos em que os artistas discutiam o que fazer para mudar o mundo ou ao menos representar suas transições revelando o que "o sistema" escondia. Mal conseguem agir (...) A arte trabalha agora nos rastros do ingovernável.

Néstor García Canclini - A Sociedade sem Relato

2 comentários:

  1. Será que a contemporaneidade artística está no espectador?

    ResponderExcluir
  2. Será que a contemporaneidade artística está no espectador?

    ResponderExcluir