24 de mai de 2010

la llorona



 ... e tomada por uma raiva e CIÚME incontroláveis, ela leva os seus dois filhos para a margem do rio, e os joga. Não se passou nem mesmo um segundo para que se arrependesse do que fizera e se jogasse, também, no rio à procura dos filhos, mas a correnteza era forte.

( ...)

há quem diga que ela ainda vaga nas noites escuras pelas margens dos rios à procura de seus filhos, para que enfim possa descansar.

2 comentários:

  1. tengo un cuento...
    ruben

    ResponderExcluir
  2. que violento o sentimento pode ser, o ciúme, diante de uma dor grande... a mãe jogar os filhos...:-(

    ResponderExcluir