30 de dez de 2010

o rio




... para vânia medeiros ...

joão cabral de melo neto



os rios, de tudo que existe vivo 
vive a vida mais definida e clara; 
para os rios, viver vale se definir 
e definir viver com a língua da água.
o rio corre, e assim viver para o rio 
vale não só ser corrido pelo tempo: 
o rio corre; e pois que com sua água, 
viver vale suicidar-se todo o tempo.
(...)


Nenhum comentário:

Postar um comentário